fechar fechar
pt  en
Três pessoas juntas a sorrir Unidos, fizemos a diferença Criança com o planeta Terra nas mãos A nossa Missão Rapariga com uma caixa com ervas aromáticas nas mãos Iniciativas no âmbito da sustentabilidade Rapariga e rapaz a sorrirem com as mãos juntas Parceiros e apoios institucionais

Sensibilizar para o Consumo Consciente

iniciativas iniciativas
Rapariga a cheirar um manjericão
Consumir de forma responsável é um imperativo coletivo e, simultaneamente, um desafio que se coloca a cada um de nós. A Missão Continente tem reforçado, ano após ano, o seu empenho em sensibilizar para o impacto que cada escolha tem no nosso planeta e em diversificar formas inovadoras de combater o desperdício alimentar.

Redução do desperdício alimentar

Unidos Contra o Desperdício

A Missão Continente associou-se ao movimento cívico nacional Unidos Contra o Desperdício, criado para combater o desperdício alimentar. Uma tarefa cada vez mais urgente:

1/3 dos alimentos produzidos no mundo acabam no lixo
1.000.000 ton de alimentos em Portugal não chegam a ser consumidos

Nascido em 2020 (no Dia Mundial de Consciencialização para as Perdas e o Desperdício Alimentar), o movimento Unidos Contra o Desperdício projeta um conjunto de ações para impactar e consciencializar a sociedade sobre o desperdício alimentar.

Redução do desperdício alimentar
O desperdício alimentar devia estar no topo das prioridades dos países, das empresas, dos consumidores. Precisamos de sensibilizar a sociedade, de forma global, para este problema, através de instrumentos e informação, para que possamos reverter o atual cenário de desperdício de alimentos.
Isabel Jonet | Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome (entidade fundadora do movimento)

Outras entidades fundadoras:
AHRESP, APED, APLOG, Lisboa Capital Verde Europeia 2020, CAP, CIP, CNCDA, Zero Desperdício e Refood

Ao associar-se ao Unidos Contra o Desperdício, a Missão Continente pretende contribuir para os objetivos descritos no manifesto do movimento:

  • Tornar habitual o aproveitamento de excedentes
  • Alertar para perdas e desperdícios
  • Incentivar e facilitar a doação das sobras
  • Promover o consumo responsável

Caixas de frutas e legumes Zer0% Desperdício

Com o objetivo de prevenir a quebra, o Continente desenvolveu caixas de 5 Kg com frutas e legumes (à venda por apenas 0,50€/Kg) que estão perto de ultrapassar o ponto ótimo de consumo.

Em 2020 Presentes em 49 lojas Continente

+ de 40 ton

de fruta e legumes / ano
salvas do desperdício

Em 2021 Presença prevista nas mais de 300 lojas Continente

Evitar o desperdício

de 1.000 toneladas de
fruta e legumes

Caixas de frutas e legumes Zer0% Desperdício
Caixas de frutas e legumes Zer0% Desperdício

Como funciona?

As frutas e legumes das Caixas Zer0% Desperdício são cuidadosamente selecionados pelos colaboradores de loja.

São “resgatados” apenas os produtos que continuam a corresponder aos padrões de qualidade e frescura da marca, mas que estão prestes a perder o valor comercial por razões estéticas.

As caixas são colocadas à venda consoante a disponibilidade de stock de cada loja, na zona de frescos.

Desde novembro de 2019 – quando iniciámos o projeto piloto — já ‘salvámos’ mais de 40.000 kg de frutas e legumes. O objetivo deste projeto é evitar o desperdício de 1.000 toneladas de frutas e legumes por ano, o que significa a venda de 200.000 caixas por ano. A nossa meta enquanto retalhista, que tem um papel fundamental no combate ao desperdício alimentar, é atingir o ‘zero desperdício’, ou seja, evitar o desperdício de qualquer alimento que esteja em condições de ser consumido. Esta caixa permite-nos evitar toneladas de desperdício alimentar, ao mesmo tempo que oferecemos produtos que preservam excelentes condições de consumo, por um preço mais simpático para o cliente.
Pedro Lago | Diretor de Projetos de Sustentabilidade e Economia Circular da Sonae MC

Combater o desperdício em várias frentes

Gamas de saladas de fruta

Gamas de saladas de fruta

Reduzimos a gama de saladas de frutas de fornecedor e reforçámos a gama de saladas feitas em loja.

Desperdício evitado:

50 ton

Snacks de fruta desidratada

Criados a partir do desperdício gerado na produção de maçãs e peras IGP (Indicação Geográfica Protegida).

Desperdício evitado:

3.9 ton
Snacks de fruta desidratada
Sumos naturais

Sumos naturais

Feitos 100% a partir do sumo espremido de maçãs de Alcobaça, sem adição de açúcar ou água.

Doação de excedentes alimentares

Faz parte do dia a dia das lojas Continente o reaproveitamento e redistribuição de bens alimentares:

  • Junto de instituições de solidariedade social e associações de apoio a animais
  • Junto de colaboradores nas áreas sociais das lojas e entrepostos

Doação de excedentes alimentares
Etiquetas cor-de-rosa

Etiquetas cor-de-rosa

Estratégia implementada há mais de 10 anos nas lojas Continente, as etiquetas cor-de-rosa são rótulos inteligentes de depreciação que comunicam uma redução de preço em produtos que se aproximam do fim do prazo de validade. Um sistema que evita o desperdício e oferece, simultaneamente, benefício económico ao cliente.

Banana Solteira

Projeto resultante da colaboração entre Continente e Bagga. Permite combater o desperdício de bananas retiradas dos cachos e deixadas soltas nas lojas Continente.

Banana Solteira

Economia Circular: dar nova vida aos produtos

A Economia Circular tem como objetivo combater o desperdício e consiste no processo de transformar produtos em fim de vida, através da reutilização, recuperação ou reciclagem.

O Continente continua a promover a transformação de alguns excedentes de frutas e legumes, dando-lhes uma segunda vida e acrescentando valor. A gama de doces e chutneys, o Panana e a Bread Beer são exemplos de produtos diferenciadores e os primeiros a serem confecionados a partir dos excedentes das lojas.

Projeto LIFEFood Cycle: inovação para gerir quebras de loja

O LIFEFoodCycle é um projeto de desenvolvimento de uma plataforma digital de gestão de doações e venda (B2B) dos excedentes das lojas. O objetivo é melhorar a sustentabilidade do sistema alimentar e combater o desperdício.

Com a nova plataforma, as lojas Continente poderão gerir as suas quebras de forma digital. Conseguiremos, assim:

Otimizar a doação a instituições de solidariedade

As doações solidárias já existem há mais de 20 anos e decorrem durante todo o ano. Todas as lojas têm parceria com várias instituições locais de apoio social ou animal para doação de excedentes alimentares. Através desta evolução digital, o LIFEFood Cycle aumentará a eficiência do processo de doação e o total da quebra reaproveitável para as instituições.

Vender produtos a parceiros comerciais (B2B)

A futura plataforma permitirá também a venda de produtos alimentares em risco de quebra, que perderam o seu valor comercial, por um preço que se prevê mais baixo do que nas lojas físicas.

Um projeto pioneiro e inovador a nível europeu...

  • Desenvolvido em consórcio com a Phenix (startup europeia anti-desperdício)
  • Cofinanciado em 55% pelo programa LIFE da União Europeia (instrumento de financiamento europeu para o ambiente e ação climática)
  • Continente é a primeira marca a deter uma plataforma digital de gestão de doações e venda de excedentes.

Clube de Produtores Continente

Clube de Produtores do Continente

O Clube de Produtores Continente (CPC) é uma estrutura de apoio à produção agrícola e agropecuária portuguesa, criado em 1998 para aproximar a Sonae MC aos produtores nacionais de Norte a Sul do país, Açores e Madeira.

A sua missão é promover os produtos nacionais de acordo com elevados padrões de qualidade e segurança, apoiando os seus produtores de forma consistente e estruturada.

Um trabalho de parceria, com suporte em conhecimento técnico-científico, em que todos ganham:

Bom para os produtores
  • Uma via garantida para os produtores escoarem a sua produção
  • Promoção do setor agrícola e agropecuário nacional, criando emprego, fomentando o desenvolvimento regional, potenciando projetos ambiciosos, inovadores e de indiscutível mais-valia económica e social para o país
Bom para os nossos clientes
  • Garantia da oferta de produtos nacionais de excelência que respeitam as melhores práticas de produção e alinhados com as tendências de consumo
  • O apoio à produção local e a produtores de pequena escala permite ainda ter nas lojas Continente uma oferta de “Produtos da Região”

O Clube de Produtores Continente em números

  • 256 membros organizações de produtores, agricultores individuais e pequenas empresas familiares
  • 11.000 postos de trabalho indiretos
  • + de 200.000 hectares de área produtiva nacional
  • 350 M€ e compras feitas à produção nacional
  • = 206.000 ton

    de produto nacional

Em tempos de Covid-19, ajudar a produção nacional

Para apoiar no escoamento de produtos numa altura de emergência e de decréscimo de atividade, o Clube de Produtores Continente tomou várias medidas.

40 novos membros integrados em apenas 2 semanas
+ 5 M€ de compras de bens agroalimentares no 1º trimestre de 2020 do que no mesmo período do ano anterior
Programa de pagamentos antecipados aos pequenos produtores para ajudar nas condições de tesouraria
O momento exige uma atitude responsável e mobilizadora. É isso que estamos a desenvolver ao alargar a rede do Clube de Produtores Continente. Precisamos de apoiar, de um modo sustentado, aqueles que sentem mais de perto os efeitos de uma crise de dimensões ainda por definir. Estamos, como sempre, com quem esteve connosco e com quem pretende associar-se. Juntos somos mais fortes e conseguiremos superar as dificuldades. Tudo isto, salvaguardando naturalmente os rigorosos procedimentos de qualidade e segurança alimentar dos produtos que comercializamos.
Ondina Afonso | Presidente do Clube de Produtores Continente

O maior Projeto Nacional de Aquacultura

Em parceria com uma empresa nacional de aquacultura, a Sonae MC vai comercializar mais de 900 toneladas de dourada do Algarve nas lojas Continente, reforçando assim a sua proposta de valor de peixe fresco nacional. Com um investimento de 25 milhões de €, até 2022, o maior Projeto Nacional de Aquacultura localizado em mar aberto perto da Ilha da Armona (Olhão), destina-se, principalmente, ao abastecimento das lojas Continente.

Portugal está entre os países em que o consumo de peixe é mais relevante e cada português consome, em média, 57 Kg de pescado por ano. No entanto:

  • O mercado nacional tem ainda uma baixa autossuficiência, apenas 33%
  • 93% das compras de aquacultura são importadas

A nossa aposta na produção nacional por aquacultura permitirá:

Melhorar o abastecimento de pescado das lojas Continente + frescura - tempo de entrega

Reforçar o apoio aos produtores portugueses de pescado

Aumentar a oferta da dourada do Algarve e promover o consumo do pescado nacional

Apoiar as comunidades locais algarvias

Peixe
Temos como objetivo aumentar as vendas totais de pescado nacional em mais de 20% no primeiro ano do projeto, atingindo uma participação superior a 40% do total das vendas de pescado fresco. Este projeto vai permitir ainda duplicar a oferta atual de dourada portuguesa em todo o mercado, a espécie mais apreciada em Portugal. Alargando, nos próximos anos, para outras espécies, como o robalo, o pargo e o sargo.
Nuno Vital | Diretor Comercial de Peixaria da Sonae MC

A aquacultura é uma alternativa sustentável

  • Garante a estabilização de sobre-exploração de stocks selvagens
  • Garante maior controlo sobre a qualidade do peixe produzido
  • Garante menor impacto ambiental face a outros setores de produção animal
  • Garante uma melhoria constante nos processos de produção e eficiência de recursos

O pescado sustentável como prioridade

A SONAE MC foi, em 2010, o primeiro grupo de retalho alimentar do país a adotar uma política de sustentabilidade do pescado. Mantemos a liderança e o compromisso com esta política, que estabelece princípios para proteção das espécies e stocks de pescado ao longo da cadeia de valor.

Somos também pioneiros na utilização do Traffic Light System, um código de cores que dá a conhecer publicamente o impacto ambiental decorrente das pescas nas espécies comercializadas ao longo do ano.

Clube de Produtores do Continente